Vídeo – Adalto Santos protesta contra atividades realizadas em escola de Caruaru

  • 27 de novembro de 2017

A realização de atividades que promovem a “desconstrução de gênero” numa escola estadual em Caruaru motivaram críticas do deputado Adalto Santos (PSB), no Pequeno Expediente desta segunda (27). Segundo o parlamentar, palestras e dinâmicas promovidas na Escola de Referencia Arnaldo Assunção, no dia 18 de outubro, expuseram os alunos da instituição de ensino a “pornografias e situações que agridem os valores morais”.

“Em uma dinâmica realizada na ocasião, os alunos se apresentavam e eram tocados em uma parte do corpo e, em seguida, eram questionados se sentiam o desejo de tocar em alguma outra parte íntima”, afirmou Santos. O deputado também apresentou a foto de um quadro negro em que teriam sido escritos diversos sinônimos de pênis, ânus e vagina por alunos que participavam do encontro.

As atividades faziam parte de um evento do projeto Semear, iniciativa da Secretaria de Educação que promove o protagonismo juvenil em escolas de referência. “Eu entendo que o aluno vai para a sala de aula para aprender bons costumes e ser um cidadão, não para esse tipo de coisa”, avaliou o socialista. Ele exigiu explicações da Secretaria de Educação de Pernambuco sobre o ocorrido. “O secretário estadual não foi feliz ao permitir que o Projeto Semear realizasse essa atividade. A continuidade de projetos como esse prejudicam as famílias”, declarou.

Assista na integra o discurso do deputado na ALEPE